NaturalTec | Telefones: +55 (011) 5562.1669 / 5072.5452 / 5565.3254 |naturaltec@naturaltec.com.br
Biomax 2017-08-28T14:44:27+00:00

Biomax – Preparo e Aplicação

O Biomax é o resultado do cultivo de microrganismos que podem sobreviver em condições aeróbias e/ou com baixo nível de oxigênio. Esses microrganismos existem em abundância na natureza e em sua grande maioria são utilizados na industrialização de alimentos, por isso são inofensivos ao homem e outros seres vivos.

Na criação animal, que enfrenta o problema do mau cheiro dos seus resíduos, pode ser aplicado com sucesso. O Biomax é utilizado na redução do mau cheiro, na redução de doenças e estresse dos animais, na melhoria da qualidade do leite, da carne, dos ovos e de outros produtos alimentícios, na diminuição de moscas, no aumento de pastagem e na melhoria da qualidade da silagem.

    • • Redução do mau cheiro;
    • • Diminuição de moscas e carrapatos;
    • • Melhoria do estado de manutenção da cama (aumento do período do uso da cama e redução do custo, resultante na economia na sua aquisição).
    • • Redução do índice de mortalidade;
    • • Diminuição do estresse;
    • • Melhoria na sanidade do animal;
    • • Redução na quantidade de agroquímicos, antibióticos e outros agentes químicos (desinfetantes, por exemplo).
    • • Melhoria da qualidade do esterco;
    • • Economia de mão-de-obra na compostagem do esterco e sua utilização eficaz;
    • • Redução do mau cheiro da chorumeira e utilização eficaz do chorume tratado.

Preparo das Diluições do Biomax

Um litro de Biomax concentrado rende 375 litros de solução estendida o que o torna bastante econômico e fácil de transportar. Para o tratamento de um viveiro será recomendado um programa de preparo e aplicação para um ciclo de cultivo estimado de 120 dias.

Solução ativada (1:15) – Materiais necessários para cada 10 litros de solução ativada:

  • 1 galão de 20 litros vazio, limpo e sem resíduos químicos, com tampa;
  • 1 litro de aditivo biológico;
  • 1 litro de melaço;
  • 13 litros de água doce desclorada de boa qualidade.

Preparo

Primeiramente, diluir a quantidade de melaço com um pouco de água e, em seguida, adicionar o aditivo biológico. Completar o volume do recipiente com água e tampar, de modo a impedir a entrada de ar. Após o segundo dia, deverá ocorrer a formação de gases, fazendo com que o recipiente estufe. Assim que for observado, abrir a tampa para a liberação do gás e fechar novamente. Como é difícil prever quando a ativação ficará pronta, pois depende da temperatura ambiente, recomenda-se manter a ativação por sete dias antes de iniciar a segunda etapa de expansão.

Solução estendida (1:25)

  • 2 galões de 50 litros;
  • 4 litros de solução ativada;
  • 4 litros de melaço;
  • 92 litros de água doce de boa qualidade

Preparo: Diluir a quantidade de melaço indicada com um pouco de água e adicionar a solução ativada. Em seguida, completar o volume indicado com o restante de água. Aguardar 3 dias e realizar aplicações.

Aplicação

Local de pulverização: Pulverizar em todo o galpão de criação (piso, parede, teto e canal de drenagem) usando-se o pulverizador manual. Pulverizar também, fora do galpão, em locais onde há mau cheiro devido ao acúmulo de resíduos animais, nas esterqueiras e no solo de seus arredores.

Quantidade de pulverização: Pulverizar cerca de 1 litro/m2 de solução estendida a cada 3 dias durante um mês. Depois desse período, se o mau cheiro diminuir, a pulverização poderá ocorrer apenas uma vez ao mês.

Aplicação do aditivo biológico na água de beber: Adicionar a solução estendida na água potável em uma proporção de 1:500. Ou seja, para uma caixa d´água (reservatório) de 5 000 litros, utilizar 10 litros da solução estendida por dia.

Redução do mau cheiro da chorumeira e reutilização do chorume: Para reduzir o mau cheiro, aplicar uma vez por semana a solução estendida em uma concentração de 1:500 em relação a quantidade de chorume (para 10.000 litros de chorume, adicionar 20 litros de solução estendida a cada 3 dias. Posteriormente, se o mau cheiro cessar, aplicar 1 vez a cada 2 a 3 meses.