NaturalTec | Telefones: +55 (011) 5562.1669 / 5072.5452 / 5565.3254 |naturaltec@naturaltec.com.br
Desague de Lodos com Geotêxtil 2017-08-18T16:48:56+00:00

Deságue de Lodos com Geotêxtil

A técnica de filtração de resíduos sólidos com bolsas filtrantes, também chamadas de geotubos, geotêxteis, sacos ou bolsas filtrantes, geobags e outras denominações, pode ter aplicação em qualquer indústria que gere efluentes (empresas de mineração, indústria alimentícia, etc.).

É bastante ampla a gama de segmentos industriais onde o geotubo pode ser usado; em saneamento, uma das principais aplicações do saco filtrante, é usado na desidratação e disposição do lodo gerado nos processos das estações de tratamento da água, incluindo lagoas, tanques e biodigestores.

Sistemas com sacos maiores permitem a dragagem de leitos contaminados de rios, lagos, portos e enseadas.

A bolsa filtrante Naturaltec pode ser usada para:

  • tratamento de lodo primário originado nos decantadores primários;
  • tratamento de lodos secundários produzidos nos reatores;
  • tratamento de lodos digeridos com 20 a 40 dias de aeração;
  • tratamento de lodos sépticos com 4 a 10 dias de aeração;
  • tratamento de lodos químicos tipo galvânicos;
  • tratamentos físico-químicos em geral.

No processo de deságue com bolsas é feito um adensamento com polímero para aglomerar o lodo e permitir a filtração na bolsa de desague (BD). O teor de sólidos de 1 a 3% passa para 8% e no bag, o teor de sólidos obtido, variando em função do tempo de secagem, temperatura, umidade do ar, tipo de lodo, etc.., se eleva a 15% o teor de sólidos logo após o deságue e 40% após secagem ao tempo por 60 dias. A redução de volume é sensível, reduzindo de 1,0 m3 de lodo bruto para 0,13 m3 de bolsa.

Comparado com os processos de deságue tradicionais como o filtro prensa, filtros de esteira, centrifugas e os leitos de secagem, as bolsas de deságue ou sacos geotêxtil simplificam muito o manejo.

O geotêxtil elimina problemas de odor, quadruplica a capacidade dos leitos de secagem e não é tão sensível às questões do clima. O processo de deságue com sacos é normalmente feito sobre a terra colocando-os sobre leitos de secagem com pedra britada sobre uma lona plástica drenante. Depois de seco, quando o saco é aberto, os sólidos são carregados para qualquer aterro ou usados como fertilizantes orgânicos

Etapas do processo de Trabalho

Análise laboratorial do lodo/resíduo:

a partir da coleta do material em campo, se realiza uma análise laboratorial do lodo ou sedimento para a verificação do funcionamento da tecnologia. Aqui se define o polímero e as particularidades químicas, físicas e hidráulicas do material a ser filtrado. Abaixo, notar evolução do tratamento do lodo com polímero e na última foto comparação do lodo bruto, lodo coagulado e água drenada resultante.

Dimensionamento do projeto

Após a análise elabora-se o estudo de viabilidade técnica e econômica com base na estimativa do volume de resíduos/lodo que será gerado que vai definir o volume do BAG. A quantidade de lodo no caso de uma lagoa de equalização é estimado pela batimetria que avalia a concentração e distribuição do lodo no fundo da lagoa.

Considera-se que o teor de sólidos totais no BAG para remoção estará em torno de 20%; e o volume de lodo obtido pela fórmula: C1V1 = C2V2, onde: C1 = Concentração do Teor de Sólidos Totais médio na Lagoa (%); V1= Volume a ser removido e acondicionado no BAG (m3); C2 = Concentração do Teor de Sólidos Totais médio no BAG após a conclusão da remoção de aproximadamente 60 dias (%) e V2 = Volume de lodo com teor de sólidos a 20% no BAG após conclusão da remoção em torno de 60 dias (m3).

Preparação do Local e Instalação dos Bags

Os bags são, em geral, assentados sobre uma célula impermeabilizada e permitem o direcionamento da água gerada no processo de desidratação. A terraplanagem é feita mantendo uma pequena inclinação do terreno; sobre o terreno estende-se uma lona plástica para impermeabilização e, em cima da lona, uma camada de brita mantendo o nível e sobre a brita o geobag.

O bombeamento do material para o interior do Bag pode ser realizado por dragas, bombas hidráulicas ou por gravidade. Os sólidos são contidos pelo NatBag liberando a água clarificada com baixíssimo teor de sólidos. Esta água dependendo das suas propriedades pode ser prontamente descartada, reaproveitada ou retornar à estação de tratamento.

Floculação

Durante o processo de bombeamento são adicionados polímeros com a finalidade de aglutinar as partículas sólidas, melhorando a filtração e a velocidade da desidratação. A quantidade de polímero utilizada varia entre 2 a 6 Kg.t-1 de MS.

Após o término do processo de desidratação e consolidação, os sólidos seguem para seu destino final (descarte ou reaproveitamento).

O Processo de Secagem

Os sacos são deixados na unidade de desidratação por 12 – 24 horas ficando com um conteúdo sólido entre 12 – 20% dependendo do tipo de lodo; após este período são removidos com empilhadeiras ou manualmente. Os sacos podem ser secos também empilhados no ambiente externo e submetidos a uma maior secagem natural podendo resultar em conteúdo de sólidos superior a 50%. Quando pronto, o saco pode ser aberto e os bio – sólidos carregados para aplicação no solo como adubo orgânico ou eliminação em aterro.

Sistemas de Drenagem

A Naturaltec fornece, além dos bags, a estrutura de deságue. Com os sacos na vertical apoiados sobre uma pequena gaiola, após a desidratação, são selados e removidos à mão ou com um carrinho para armazenamento e complementação de secagem a céu aberto. Os sacos contendo o bolo seco permitem um fácil descarte e uma redução de volume significativa para eliminação e transporte: 1m3 de lodo a 1% de sólidos produz, imediatamente após a filtração, um saco com 66 kg e, com dois meses de desidratação, o saco terá cerca de 20 kg facilmente transportável.

Containerizados

Natural Bags: Variedade de Sacos Naturaltec