NaturalTec | Telefones: +55 (011) 5562.1669 / 5072.5452 / 5565.3254 |naturaltec@naturaltec.com.br
ETA – Reuso em Lavanderia 2017-08-18T20:40:05+00:00

Tratamento de Água para Reuso em Lavanderia

As lavanderias nas operações de degomagem, desbotamento, amaciamento, tingimento, etc., geram grande volume de água residual que deve ser tratada para reuso ou para lançamento no meio ambiente.

Nestas águas residuais, encontramos resíduos das roupas, sabões, detergentes, aditivos e fibras de tecidos além de carga orgânica elevada (400 – 500 mg/l de DBO), sólidos entre 800 a 1200 mg/l, alcalinidade de 60 a 250 mg/l de CaCO3 e um pH entre 9 – 9,3. Todos estes materiais são suscetíveis de decomposição e mau cheiro.

Principais insumos encontrados em águas de lavanderias:

Estações de Tratamento de Água (ETA)

Para reaproveitar esta água suja de forma contínua sem desperdício deve ser feito um tratamento programado que inclui:

1. Tratamento Preliminar: tanque de remoção de sólidos como a areia;

2. Separador Água/Óleo (SAO): a água desarenada entra no tanque para remoção do óleo não emulsionado.

3. Tratamento Físico-Químico: para controlar poluentes minerais, matéria orgânica solúvel, argilas mais finas, cor, turbidez, bactérias e vírus, sólidos em suspensão e sólidos coloidais.

No processo, se incorporam produtos químicos para ajuste de alcalinidade e pH que permitem a coagulação e remoção dos poluentes.

Modelos de ETA’s

O tamanho da ETA é determinado em função da quantidade de água a ser tratada e dos equipamentos necessários (necessidade ou não de separador de agua – óleo, tanque reserva, etc..).

Considerando apenas o reator físico-químico, o decantador e o sistema de cloração e dosagem as dimensões da ETA são reduzidas (sistema compacto).

Tratamento

A água residual de uma lavanderia pode ser tratada com facilidade para reuso; as etapas são as seguintes:

  1. filtração de resíduos grosseiros(terra, graxas, cabelos, fiapos, etc.);
  2. tratamento físico químico para floculação e decantação das argilas, colóides, matéria orgânica dissolvida e resíduos mais finos;
  3. Decantação;
  4. Remoção do lodo;
  5. Filtração;
  6. Desinfecção: água de reuso com contato humano tem que ser clorada para evitar microrganismos e odores.

Águas de lavanderia, além do reuso, se prestam ao uso e finalidades tipo descarga em sanitários, irrigação, lavagem de automóveis, pisos, etc..

Notratamento físico-químico (coagulação/floculação) se incorporam produtos químicos para ajuste de alcalinidade e pH, coagulantes, ácido clorídrico, soda, polímeros, carvão ativado e outros dependendo dos produtos usados na lavanderia e tipo de agua utilizada.

Uma série de produtos não são removidos por processos físico-químicos e precisam de filtração como é o caso de solventes orgânicos, alguns corantes, etc… O uso de carvão ativado que funciona por adsorção: a adsorção pelo carvão ativado é utilizada para a remoção de contaminantes orgânicos.

O uso de carvão ativado pode gerar uma série de resíduos e para tanto o saco filtrante usado no processo de floculação e decantação também pode ser usado sem mudar o processo. O filtro tipo saco, de baixo custo, praticidade de troca, descarte ou reuso são uma opção limpa.

Tratamento do Lodo:

O lodo gerado com os resíduos do tratamento é filtrado em sacos de filtração.

O filtro tipo saco, de baixo custo, praticidade de troca e descarte são uma opção limpa.

Desinfecção:

A legislação de reuso indica a necessidade de tratamento de desinfecção da água. O tratamento deve ser com cloro e pode ser feito com pastilhas que se dissolvem à passagem da agua sem necessidade de injeção mecânica ou elétrica.

Organograma:

Corante Biodegradável para Água de Reuso:

Uma vez atendidas as exigências da legislação e dependendo do reuso que não exija nível alto de turbidez, pode-se usar um corante biodegradável que altere levemente a cor da água e a deixe mais atraente (AzulNat).

Sistemas sob medida: