NaturalTec | Telefones: +55 (011) 5562.1669 / 5072.5452 / 5565.3254 |naturaltec@naturaltec.com.br
Folheto 2017-08-18T21:48:21+00:00

Desinfecção por Ultravioleta (UV) | Equipamentos Ultravioleta

Os equipamentos da linha Naturaltec Inox e a Naturaltec Termo, de baixo custo, atendem os padrões de qualidade internacional e dosagem. Estão voltados para tratamento de água potável domiciliar, piscinas, indústria alimentícia e de bebidas, desinfecção de efluentes e esgotos, etc…

Na desinfecção ocorre uma redução na concentração de patógenos para níveis não infecciosos, podendo atingir vários níveis de redução. A dosagem de UV recomendada varia de acordo com o organismo e legislação em cada país. Em geral, para água potável e efluentes tratados se usam dosagens de 30 a 100 mW-seg/cm2, respectivamente.

 

A radiação, que atinge os microrganismos é afetada pela turbidez da água, pela temperatura e pelos depósitos de materiais que se acumulam sobre a lâmpada. A Amônia, Nitratos e Nitritos, além da DBO, não afetam a radiação e sua penetração na água; o Ferro e ácidos húmicos absorvem a radiação, o pH afeta a solubilidade dos metais e carbonatos e os sólidos em suspensão e podem abrigar os organismos da radiação. A claridade visual de uma água não é um bom indicador de sua transmissão; uma água clara para luz visível pode absorver a luz ultravioleta. A melhor forma de medir a transmissão de luz ultravioleta na água é amostrar comum fotômetro que mede a transmissão do comprimento de onda 254 nm.

Transmissão de UV no Meio e Qualidade de Água

A claridade visual de uma água não é sempre um bom indicador de sua transmissão (Transmitância), uma vez que a água, mesmo clara à luz visível, pode absorver a radiação.

Em geral, a água, para permitir uma boa desinfecção deve ter características que facilitem a ação da radiação. Em geral deve ter baixa turbidez, poucos sólidos em suspensão, baixo teor de ferro, etc..

Radiação Ultravioleta e Desinfecção

  • UV é eficiente para inativar bactérias, vírus, esporos e cistos;
  • Dosagens: 20-30 mW.s/cm2 são suficientes para controle de vírus; 30-40 mW.s/cm2 para controle de bactérias (coliformes fecais por ex.) e 40-60 mW.s/cm2 para controle de protozoários.
  • UV é um processo físico não utilizando/adiciona produtos químicos ao meio;
  • Não tem necessidade de transporte, armazenamento, manuseio de produtos tóxicos ou corrosivos;
  • Não há efeito residual capaz de prejudicar humanos, meio ambiente ou vida aquática;
  • Não a o pH ou qualquer propriedade físico-química da água;
  • É de fácil e segura operação para o usuário;
  • Ocupa menos espaço que a instalação de outros métodos;
  • Pode ser usado para controle de doenças e algas indesejáveis em aquicultura sem problema algum para os peixes;
  • Precisa de menor tempo de contato com a água para controlar os patógenos;
  • Preserva o gosto da água;
  • Preserva os sais minerais próprios da água.
  • Os organismos não criam resistência;
  • Ação rápida: 0,5 -5,0 seg contra 20 – 40 minutos no caso do cloro e/ou ozônio.

Intensidade da radiação, Tempo de exposição e controle de Microrganismos

A intensidade de radiação medida em watts.seg/cm2 ou Joules/cm2 (J/cm2) relaciona intensidade da lâmpada de ultravioleta com tempo de exposição: pelo gráfico podemos concluir que já com dosagens de 8 a 10 j/cm2 a sobrevivência dos microrganismos, no caso a Escherichia coli cai a 1/1 000 000. Os Equipamentos Ultravioleta da SNatural estão projetados para uma radiação de 30 Joules/cm2.

Aplicações da Radiação Ultravioleta (UV)

A radiação Ultravioleta pode ser usada para desinfetar água potável e engarrafada, efluentes, salas de laboratório, dutos de ar condicionado, água de torres de resfriamento, alimentos e bebidas, água mineral, Biofarmacêutica , Químicas, Semicondutores, Aquicultura, Piscinas, Indústria automotiva, Reuso de água, Efluentes e Água Potável, Quebra de ozônio, descloração, processos de oxidação avançada para efluentes, redução de COT – Carbono Orgânico Total com ultravioleta em processos de oxidação avançada.

Efluentes: com a tecnologia UV em efluentes nada é acrescentado à água, quando o efluente é despejado após o tratamento e a desinfecção, a água estará de acordo com os limites de microrganismos e sem subprodutos nocivos ao meio ambiente, formados com o uso do cloro, por exemplo.

Processos de oxidação avançada para efluentes: Redução de COT – Carbono Orgânico Total em processos de oxidação avançada, utilizando-se o peróxido do hidrogênio, ozônio e dióxido de titânio. Com estes processos, se oxidam efluentes de indústrias químicas, farmacêuticas ou cosméticas com a produção do radical OH+, que quebra cadeias complexas de efluentes, transformando-as em subprodutos inócuos como o monóxido de carbono (CO²).

Os Equipamentos Ultravioleta da NaturalTec estão projetados para uma radiação de 30 Joules/cm2. Menor equipamento Inox de Radiação Ultravioleta:

A SNatural/Naturaltec tem equipamentos em Inox 304, 316 e Termoplástico