NaturalTec | Telefones: +55 (011) 5562.1669 / 5072.5452 / 5565.3254 |naturaltec@naturaltec.com.br
Mídias Biológicas Filtrantes 2017-08-18T20:38:10+00:00

Mídias Biológicas Como Meio Filtrante

As mídias ou superfície suporte para desenvolvimento de microrganismos são misturadas à água para facilitar o desenvolvimento dos microrganismos responsáveis pela redução da carga orgânica dos efluentes.

Os microrganismos se fixam na superfície do elemento, crescem e se multiplicam rapidamente aumentando a taxa de redução de DBO (demanda biológica de oxigênio) dos reatores biológicos. As mídias mais comuns no tratamento de efluentes são as (Nat Mídia 800) usadas em reatores ou filtros biológicos (Nat Mídia 100) e as usadas em reatores de leitos fluidizados.

NAT-MIDIA 100

A Nat Mídia 100 tem 100 m2 de superfície/m3 e dimensões de 90 x 90 mm é usado principalmente para construção de filtros biológicos para tratamento de água pois não apresenta problemas de entupimento.

Também chamado de pall ring, este meio filtrante é utilizado principalmente nos filtros aeróbios submersos; é desenhado com aberturas em todas as direções aumentando a superfície de contato para abrigar o crescimento de microrganismos sem bloqueios à passagem da água.

NAT-Mídia 100 – Especificações:

Área Total Superficial: 800 m2/m3;
Diâmetro do Anel: 90 mm;
Altura do Anel:90 mm;
Índice de vazio: superior a 85%;
Material de fabricação: polipropileno ou similar;
Flutuante ou Submerso de acordo com a densidade;
Capacidade de empilhamento: até 5 metros de altura;
Peças por metro cúbico: 1.100.

NAT-MÍDIA 800

A Nat Mídia 800 com as dimensões de 15 x 30 mm pode ser usado para incrementar o tratamento de lodo ativado existente, reatores tipo IFAS e MBBR para atingir maior nitrificação e maior capacidade de DBO/DQO.Com uma área superficial protegida de 500 m2/m3 e mais 300 m2 externos, a NAT-Mídia 800 tem alto potencial para desenvolver biofilme, e cumprir os objetivos de reduzir a DBO, nitrificar (NH4 → NO3) e denitrificar (NO3 → N2).

Principais Usos: Efluentes Municipais; Efluentes de Indústrias de: Alimentos e Laticínios, Papel e Celulose, Química e Farmacêutica, Destilarias e Cervejarias, Têxtil e de Máquinas e Refinarias; Aquicultura e Piscicultura, etc…

NAT-Mídia 800 – Especificações:

Área Total Superficial: 800 m2/m3;
Área Protegida: 500 m2/m3;
Taxa Transferência Oxigênio:8,5 g O2/m3/m;
Taxa Nitrificação: 400 g NH4-N/m3/d (15 °C);
Taxa Denitrificação: 670 g NOX-N/m3/d (15 °C);
Taxa de Oxidação de BOD5: 6000 g BOD5/m3/d (15 °C);
Dimensões: 15 x 30 mm.

A “arquitetura” do NAT-Midia 800 facilita o contato da biomassa com a carga orgânica e protege as colônias de bactérias assegurando uma colonização rápida nos reatores. A presença em grande quantidade de microrganismo reduz problemas de operação em caso de sobrecarga que ocorrem com os sistemas de lodo ativado devido a uma maior consistência de biofilme.

Disponível também nos tamanhos de 1 ½ e 2 pol

A mídia vai maximizar a função do biofilme e o lodo gerado para remoção pode ser muito pequeno ou inexistente. A mídia pode também ser adicionada aos reatores tradicionais para lhes aumentar a eficiência.

Além da remoção de nitrogênio, remoção de DBO/DQO e capacidade de melhorar sistemas e reatores deficientes, a mídia incrementa a remoção de fósforo e pode ser usada em todo o tipo de efluente. Com baixa relação peso/volume as mídias não necessitam de paredes de contenção; é possível ter maiores profundidades de leitos recheados (30 a 75%); o uso de mídia assegura módulos compactos e confiabilidade ao tratamento; os elementos plásticos são simplesmente lançados para dentro do reator; têm grande durabilidade (20 anos);reatores biológicos consomem menos energia com melhor resultado; o efluente é conduzido por gravidade ou bombas de baixo recalque e a aeração da biomassa é feita por compressores de menor consumo.

Recheios de filtros biológicos, como a brita, podem ser substituídos por esta mídia mais leve e de maior superfície de contato assim como reatores adicionais podem ser acoplados para complementar o tratamento existente de lodos ativados, lagoas anaeróbicas etc.. A mídia combina os benefícios dos reatores de lodo ativado com o reator de leito fluidizado num mesmo reator.