NaturalTec | Telefones: +55 (011) 5562.1669 / 5072.5452 / 5565.3254 |naturaltec@naturaltec.com.br
Poluição 2017-08-25T13:19:43+00:00

Agentes de Poluição – Poluição por Indústria – Tratamentos

O mar representa 97% da água no planeta, as geleiras 2,2% e a água doce 0,8%. Desta água doce, 3% é superficial e 97% subterrânea de difícil extração. Incluindo rios e lagos, apenas 0,02% da água do planeta é utilizável, sendo que boa parte já se encontra poluída. A água tem composição variada de acordo com a origem e materiais com que entrou em contato. Classificada como solvente universal agrega em seu meio todo o tipo de materiais e é também veiculo de desenvolvimento biológico.

Chama-se poluição a toda e qualquer ação física, química ou biológica do ar, água e solo que origine condições nocivas à saúde, à segurança e ao bem estar. É poluição tudo o que prejudicar a fauna e a flora, tudo o que e a estética e tudo o que prejudique o uso humano destes recursos. A poluição pode ser de ordem microbiológica, originando doenças, ou originada por lançamento de compostos orgânicos e inorgânicos na natureza.

O problema da poluição da água é tão sério que dados da Organização Mundial da Saúde – OMS, dão conta hoje que já 30% da população não tem acesso à água potável e que 40% vive sem saneamento básico. Em decorrência desta situação diarreias e malária causam a morte de 3 milhões de pessoas ao ano sendo 90% crianças com menos de cinco anos. O problema tende a se agravar com a crescente migração para os arredores das cidades sendo já 2 bilhões os residentes em favelas ou assentamentos irregulares.

Observações: SDT – Sólidos Dissolvidos Totais pH é a medida da acidez – um pH menor que 7 significa uma água ácida. (-) indica que o componente da água não foi detectado ou não foi analisado (~) aproximadamente (1) Água de Chuva; (2) Água de Chuva; (3) Água do Rio Reno nos Alpes; (4) Rio em Rochas Graníticas; (5) Queda de água em estação chuvosa; (6) Queda de água em estação seca (7) Água de Lago (8) Água de Subsolo; (9) Água de subsolo; (10) Água de subsolo; (11) água de sub-solo. (12) Água de Mar;

 

Níveis Médios de Elementos Químicos encontrado em
água doce de superfície e subterrânea não poluída

(!) – Diretrizes Salubridade (OMS – Organização Mundial da Saúde)

Principais doenças por água contaminada – Resumo

Poluição por Compostos orgânicos

 

Compostos que afetam as qualidades organolépticas da água

 

Compostos adicionados à água pelas empresas de Saneamento Municipal

 

Parâmetros incluídos no monitoramento da qualidade da água

 

Coeficientes de Poluição Industrial – Efluentes

Purificação de Água – Fundamentos

Purificação de água significa livrar a água de impurezas, contaminantes ou microrganismos. A purificação da água não é um processo unilateral e passa por muitas etapas determinadas pelo tipo e variedade de impurezas encontradas.

A decantação/separação física, por exemplo, separar os sólidos ou faz flutuar os óleos; vários processos físico-químicos de separação podem ser utilizados; microrganismos perigosos são removidos por cloração ou por Radiação Ultravioleta. Outros microrganismos, entretanto, podem ser usados para o tratamento da água porque convertem contaminantes em substancias inofensivas.

Sequência de Tratamento de Água

Tratamento biológico da água

Quando bactérias aeróbias são usadas para purificar a água é preciso oxigenar o reator para que elas convertam os poluentes em dióxido de carbono (CO2) e água (H2O). Quando bactérias anaeróbias são usadas, o oxigênio passa a ser um problema. Este tipo de bactéria além de dióxido de carbono e água, produz metano (CH4) em seus processos de degradação biológica.

Fertilizantes como os fosfatos podem ser removidos com a adição de outro produto químico, usualmente o ferro, para que a reação produza um sólido precipitável e possa ser retirado por filtração.

Remoção de amônia e conversão a nitratos é um pouco mais complicado e inclui tratamentos com bactérias aeróbias e anaeróbias em sequencia. No processo aeróbio entram dois tipos de bactérias a Nitrossomonas e a Nitrobacter. Embora o nitrato não seja exatamente tóxico para a maioria dos peixes o incremento deste elemento pode chegar a níveis indesejáveis propiciando o desenvolvimento de algas verdes (cianofíceas). Para evitar o problema, o tratamento biológico deve continuar e transformar o nitrato em Nitrogênio gás (N2) para então retornar à atmosfera.