NaturalTec | Telefones: +55 (011) 5562.1669 / 5072.5452 / 5565.3254 |naturaltec@naturaltec.com.br
Torres de Resfriamento 2017-08-18T21:46:28+00:00

Torres de Refrigeração

A Radiação Ultravioleta (UV), com poder de esterilização comprovado em água potável, piscinas, lagos, aquários, esgoto doméstico tratado, etc., substitui o cloro e outros biocidas no controle de microrganismos na água em sistemas fechados de reutilização da água, como o tratamento de água de torres de resfriamento.

Torres de resfriamento são o centro de funcionamento do ar condicionado de prédios de escritórios, hospitais, hotéis e condensadores de amônia.

Funcionamento – Controle de microrganismos

Verifica-se experimentalmente que acima de 10 mwatt.seg/cm2 o controle de microrganismos como a E. coli, se completa. (gráfico abaixo). Os Equipamentos Naturaltec estão dimensionados para 30 mwatts/seg/cm2.

A radiação ultravioleta (UV) é absorvida pelo DNA da célula do microrganismo dando a seqüência genética, prevenindo sua reprodução. Uma aplicação esporádica de biocida oxidante será necessária para prevenir biofilme e/ou organismos sésseis nas paredes da tubulação do sistema.

Dosagem e Qualidade da Água

A dosagem de UV recomendada varia de acordo com o organismo e legislação em cada país. Em geral, para água potável e efluentes tratados se usam dosagens de 30 a 100 mW-seg/cm2, respectivamente.

A radiação, que atinge os microrganismos é afetada pela turbidez da água, pela temperatura e pelos depósitos de materiais que se acumulam sobre a lâmpada. A Amônia, Nitratos e Nitritos, além da DBO, não afetam a radiação e sua penetração na água; o Ferro e ácidos húmicos absorvem a radiação, o pH afeta a solubilidade dos metais e carbonatos e os sólidos em suspensão e podem abrigar os organismos da radiação.

A claridade visual de uma água não é um bom indicador de sua transmissão; uma água clara para luz visível pode absorver a luz ultravioleta. A melhor forma de medir a transmissão de luz ultravioleta na água é amostrar comum fotômetro que mede a transmissão do comprimento de onda 254 nm.

Transmissão de UV no Meio e Qualidade de Água

A claridade visual de uma água não é sempre um bom indicador de sua transmissão (Transmitância), uma vez que a água, mesmo clara à luz visível, pode absorver a radiação.

Em geral, a água, para permitir uma boa desinfecção deve ter características que facilitem a ação da radiação. Em geral deve ter baixa turbidez, poucos sólidos em suspensão, baixo teor de ferro, etc…

Intensidade da radiação, Tempo de exposição e controle de Microrganismos

A intensidade de radiação medida em watts.seg/cm2 ou Joules/cm2 (J/cm2) relaciona intensidade da lâmpada de ultravioleta com tempo de exposição: pelo gráfico podemos concluir que já com dosagens de 8 a 10 j/cm2 a sobrevivência dos microrganismos, no caso a Escherichia coli cai a 1/1 000 000. Os Equipamentos Ultravioleta da SNatural estão projetados para uma radiação de 30 Joules/cm2.

Aplicações da Radiação Ultravioleta (UV)

A radiação Ultravioleta pode ser usada para desinfetar água potável e engarrafada, efluentes, salas de laboratório, dutos de ar condicionado, água de torres de resfriamento, alimentos e bebidas, água mineral, Biofarmacêutica , Químicas, Semicondutores, Aquicultura, Piscinas, Indústria automotiva, Reuso de água, Efluentes e Água Potável, Quebra de ozônio, descloração, processos de oxidação avançada para efluentes, redução de COT – Carbono Orgânico Total com ultravioleta em processos de oxidação avançada.

Efluentes: com a tecnologia UV em efluentes nada é acrescentado à água, quando o efluente é despejado após o tratamento e a desinfecção, a água estará de acordo com os limites de microrganismos e sem subprodutos nocivos ao meio ambiente, formados com o uso do cloro, por exemplo.

Processos de oxidação avançada para efluentes: Redução de COT – Carbono Orgânico Total em processos de oxidação avançada, utilizando-se o peróxido do hidrogênio, ozônio e dióxido de titânio. Com estes processos, se oxidam efluentes de indústrias químicas, farmacêuticas ou cosméticas com a produção do radical OH+, que quebra cadeias complexas de efluentes, transformando-as em subprodutos inócuos como o monóxido de carbono (CO²).

O processo de Radiação Ultravioleta (UVC) em Águas de Resfriamento

• Controla microrganismos sem adicionar produtos químicos;
• Não produz subprodutos (cloraminas);
• Operador não requer licença nem treinamento especial;
• Eficiente contra bactéria, fungos, vírus e algas;
• Redução de custos: operacional, instalação e manutenção;
• Redução da necessidade de biocidas;
• Não corrosivo.

Dimensionamento

Em algumas torres se faz necessária a filtração para remoção dos sólidos. O tratamento apresenta imediatamente um aumento da transparência da água deixando-a cristalina devido a características oxidativas da radiação Ultravioleta.

Dependendo do volume de água em circulação, o Sistema UV é dimensionado para tratar todo o volume ou uma parte. Em geral a circulação da água obedece a um período de quatro ou cinco horas.

Vista Lateral da Torre de Refrigeração

Estudo de Caso

a) Empresa e Período do Teste: Adatex/Jacareí – Set a Dez /2003

b) Número de Torres: 02 Torres num total de 7 m3 de água localizada na laje da fabrica a 8 metros de altura em contato com o ar ambiente e recebendo intensa radiação solar;
Obs: As torres contam com um tanque/bacia auxiliar de alvenaria de aproximadamente 2 m3, recebendo intensa radiação solar e desenvolvendo nas paredes do tanque algas sésseis.

c) Tratamento anterior ao teste: – Anti-Corrosão e Incrustações: dispersante à base de poliacrilamida mais zinco; – Controle de microrganismos: dosagem constante de izotiazolinona 1.5% com um consumo de 10 kg/mês; (dosagem: 100 ppm); tratamento de choque 1 -2 vezes por mês com uma super-dosagem para controle das sésseis no tanque auxiliar. – Custo do tratamento biocida: 10 kg x R$ 16.00 = R$ 160/mês/7m3 ou R$ 23,00/m3/mês ou US$ 10/m3/mês

d) Resultados do Tratamento teste com Ultravioleta

A SNatural/NaturalTec tem equipamentos em Inox 304, 316 e Termoplástico